3 dicas para garantires que o teu bebé mama o suficiente

Para garantires que o teu bebé consegue mamar todo o leite materno que precisa é importante que seja ele a controlar alguns fatores. Então, como fazê-lo?

# Dica 1 – Amamentar SEMPRE que o bebé quiser.

Ou por outras palavras, amamentar em livre demanda e sem horários fixos. Livre demanda é a “chave” para que a amamentação seja bem sucedida.

O Leite materno é o leite 100% adequado ao sistema digestivo do bebé. É muito bem tolerado e de muito fácil digestão. Isto, e o facto da capacidade do estômago do bebé ser limitada faz com que ele necessite e queira ser alimentado frequentemente.

Chorar com fome é considerado um sinal tardio de fome. Antes disso, regra geral, o bebé já foi dando outros sinais de que tem fome. Às vezes, muito tempo antes. E que sinais são esses? Bebé inquieto, que abana a cabeça para os lados à procura, abrir e fechar a boca, sugar nas mãos, lábios, língua, roupa…

É aos primeiros sinais de fome que o bebé deve mamar, independentemente do tempo que passou desde a mamada anterior. O que pode acontecer se ignorarmos estes sinais ou oferecermos uma chupeta nesta fase (e ele a aceitar)? Estamos a perder oportunidades do bebé mamar e a adiar mamadas, com prováveis implicações em termos de quantidade de leite que o bebé ingere e, consequentemente, no ganho de peso do bebé.

# Dica 2 – Amamentar por todo o tempo que o bebé quiser.

Mais uma vez, é o bebé que deve controlar o tempo que quer estar na mama. Só assim se garante que ele ingere todo o leite que necessita. Limitar o tempo das mamadas pode interferir na quantidade de leite que o bebé recebe mas também no teor em gordura do mesmo: à medida que ele mama “partículas” de gordura vão-se libertando das paredes dos alvéolos e ductos mamários para o leite materno.

O bebé mama mais ou menos tempo consoante aquilo que precisa. Ele sabe. Vamos confiar nele?

# Dica 3 – Oferecer sempre a segunda mama.

Também cabe ao bebé decidir se quer mamar só de uma ou das duas mamas. Como? Assim que o bebé larga espontaneamente a primeira mama (ou começa amostrar sinais de desinteresse ou irritabilidade), é importante oferecer a segunda mama, que o bebé aceita ou não.

Salvo situações que possam interferir na produção de leite da mãe ou na capacidade do bebé mamar, é permitindo ao bebé que controle estes três fatores (quando, por quanto tempo e se mama de uma ou das duas mamas) que garantimos que ele recebe todo o leite materno que necessita.

Olha para o teu bebé. Ele diz-te tudo!

Tens dúvidas quanto à tua capacidade de amamentar o teu bebé ou do teu bebé em mamar? Contacta uma Conselheira em Aleitamento Materno (CAM) ou Assessora de Lactação.

Conhece aqui a nossa Consulta de Amamentação.

Sofia Rocha – Enfermeira/CAM/Assessora de Lactação/Doula (Amamenta Viana do Castelo)

4 thoughts on “3 dicas para garantires que o teu bebé mama o suficiente

  1. claudia faria says:

    Muito obrigada pelas dicas. Ainda não sou mamã, mas estou grávida já e acompanho os seus “ensinamentos”. Penso que irei precisar de tudo isto e muito mais, uma vez que será o meu primeiro bebé :).

  2. Maria Beatriz Alexandre says:

    Obrigada pelas dicas!
    Sou mamã de 2ª viagem, mas da 1ª a amamentação não correu bem e não tive grandes apoios!
    Desta vez tenho mais apoio, mas a bebé não estava a engordar, aos 21 dias de vida ainda não tinha atingido o peso de nascença e tive que começar a dar suplemento, mas gostávamos de deixar!
    Até porque nalgumas mamadas, fazemos suplementação com o meu próprio leite que tiro!
    Agora com estas dicas fiquei a pensar e gostava se pudesse que esclarecesse umas dúvidas:
    – disseram-me para que a bebé mamasse uns 20/30 min, mas muitas vezes sinto a necessidade de prolongar mais 40/50 min, pois ela adormece muito e eu tenho de a despertar, a minha dúvida é será que é muito tempo?
    – disseram-me que era melhor não dar a 2ª mama , pois assim ela não retira o leite posterior que tem a gordura e que sacia, como é que posso saber se devo ou não oferecer a 2ª mama?
    – alguma dica para retirar o suplemento, este tem sido dado no biberão da Medela que se assemelha à mama.

    Obrigada pela atenção

    P.s. Não sou de Viana do Castelo, mas fiz sempre aí as minhas férias, a minha mãe é daí! Por isso Viana é uma 2ª Casa!

    • Sofia Rocha says:

      Olá Maria!
      Antes de mais, parabéns pela bebé!
      Se realmente gostava de deixar o suplemento e manter a amamentação aconselho vivamente a que procure ajuda presencial de uma CAM da sua zona de forma a otimizar a amamentação e, em conjunto, estabelecerem um plano de retirada do mesmo. 😉

      O que poderá estar a acontecer é a bebé adormecer na mama porque o leite não sai a uma “velocidade” desejável para ela (que já estará habituada à tetina) – mesmo a Calma da Medela tem este risco!. Já experimentou fazer compressões mamárias? https://www.facebook.com/amamenta.viana/videos/958271784363603/

      Era importante ter ajuda para encontrarem, em conjunto, outras formas de suplementar sem ser com tetina assim como perceber como está a sua produção que, por causa da suplementação, também poderá estar comprometida.

      Assim, ao longe, sem ver o bebé a mamar e sem saber mais nada sugiro deixar o bebé mamar o tempo que quiser da 1a mama, fazendo compressões quando começa a adormecer e, a seguir, oferecer SEMPRE a segunda!

      Felicidades!!

      Viana é linda, não é?! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *